sexta-feira, 10 de maio de 2013

O sonho de ser mãe com convidada especial.

O sonho da maioria das mulheres é ser mãe, muitas planejam até com quem vai ser. Algumas tem tudo para ter filhos e não querem, não se acham capaz de cuidar dos filhos que teriam! Toda mãe da um jeitinho, nem que seja escutando choro. hahaha Brincadeira viu gente? Deixar o filho chorar? Nunca... perto dos outros, tem que ser beeeem longe se não quiser ser criticada.

Quando eu sonhei em ser mãe, imaginava criar minha filha em meio a uma família feliz. Nunca imaginei que antes dela completar um ano me separaria. E quando isso aconteceu, o que eu fiz? Me virei. Fui dar o meu jeitinho de cuidar da minha filha e da minha família, que no caso era apenas a Antônia. Quando eu conheci o Roberto minha vida melhorou, vi nele um pai de verdade para a Nina. Quando começamos a namorar vi tudo de bom nele, um pai para minha filha e para nossos futuros filhos! Alguns meses depois a grande noticia, teve até post aqui. hahaha Vem aí, Frederico. E antes disso teve o casamento, claro. Antes do Frederico nascer, antes dele ser feito não deu. :/ rsrs

Quando eu engravidei da Nina, foi tudo feito com muito amor, carinho mas infelizmente, só da minha parte. Eu não sentia que o que meu ex-marido fazia para ela era com amor e carinho como eu fazia! Hoje em dia ele da muito mais amor e carinho para ela do que quando ela ainda estava na barriga, e normalmente é assim né? Mas acho que ele não precisava separar, casar de novo e ser pai de novo para perceber que tem que amar a primogênita, né? Devo muuuito a nova mulher dele, que fez ele perceber que a Nina é tão filha dele quanto o filhinho dela, que se chama Antônio. Minha família diz que além dela roubar meu marido rouba o nome da minha filha. hahahaha

Já com o Fefê (ou Ico, como preferirem) foi totalmente diferente. Eu via que todo amor e carinho que eu dava, ele recebia do pai. E recebe até hoje, e ele ainda da amor e carinho para a Nina, que nem é filha dele. Minha mãe diz que homens de verdade fazem filhos e os amam, meninos fazem filhos e os abandonam. E é verdade, vejo isso pela Bruna, que foi mãe aos 16 e o Pedro tinha 21 e não abandonou ela com a Mel. Eu admiro o Pedro por tudo que ele fez e faz pela Bru, ele sabe disso e ela também. hahahha Eu vejo no Pedro o homem que toda mulher sonha em casar, então a Bruna que cuide muito bem dele! Hoje em dia, posso dizer que meu marido também é o homem que toda mulher sonha em casa. Vejo no Roberto um ótimo pai e marido, vejo uma pessoa que sabe demonstrar o amor que sente e sei muito bem que ele puxou isso da mãe, que é uma ótima sogra! Não tenho nada de mal para falar dela, ela faz de tudo para agradar a Nina, eu e o Ro, e tenho certeza que ela vai mimar muuuuito o Fefê, assim como os meus outros sogros mimavam a Nina, hoje em dia nem lembram o nome dela. :/

Depois de falar tudo isso, só sei de uma coisa: sempre sonhei em ser mãe, e nunca me importei com o pai. E depois da minha separação vi que só precisava de um homem para poder ter uma filha, porque o resto eu podia fazer totalmente sozinha. Depois que casei de novo, vi que eu precisava sim de um homem, agradeço a Deus todos os dias por ter mandado esse lindo homem para a minha vida e da Nina, tenho certeza que o mesmo bem que ele faz para mim, faz para ela!!!

O sonho de ser mãe com convidada especial.

O sonho da maioria das mulheres é ser mãe, muitas planejam até com quem vai ser. Algumas tem tudo para ter filhos e não querem, não se acham capaz de cuidar dos filhos que teriam! Toda mãe da um jeitinho, nem que seja escutando choro. hahaha Brincadeira viu gente? Deixar o filho chorar? Nunca... perto dos outros, tem que ser beeeem longe se não quiser ser criticada.

Quando eu sonhei em ser mãe, imaginava criar minha filha em meio a uma família feliz. Nunca imaginei que antes dela completar um ano me separaria. E quando isso aconteceu, o que eu fiz? Me virei. Fui dar o meu jeitinho de cuidar da minha filha e da minha família, que no caso era apenas a Antônia. Quando eu conheci o Roberto minha vida melhorou, vi nele um pai de verdade para a Nina. Quando começamos a namorar vi tudo de bom nele, um pai para minha filha e para nossos futuros filhos! Alguns meses depois a grande noticia, teve até post aqui. hahaha Vem aí, Frederico. E antes disso teve o casamento, claro. Antes do Frederico nascer, antes dele ser feito não deu. :/ rsrs

Quando eu engravidei da Nina, foi tudo feito com muito amor, carinho mas infelizmente, só da minha parte. Eu não sentia que o que meu ex-marido fazia para ela era com amor e carinho como eu fazia! Hoje em dia ele da muito mais amor e carinho para ela do que quando ela ainda estava na barriga, e normalmente é assim né? Mas acho que ele não precisava separar, casar de novo e ser pai de novo para perceber que tem que amar a primogênita, né? Devo muuuito a nova mulher dele, que fez ele perceber que a Nina é tão filha dele quanto o filhinho dela, que se chama Antônio. Minha família diz que além dela roubar meu marido rouba o nome da minha filha. hahahaha

Já com o Fefê (ou Ico, como preferirem) foi totalmente diferente. Eu via que todo amor e carinho que eu dava, ele recebia do pai. E recebe até hoje, e ele ainda da amor e carinho para a Nina, que nem é filha dele. Minha mãe diz que homens de verdade fazem filhos e os amam, meninos fazem filhos e os abandonam. E é verdade, vejo isso pela Bruna, que foi mãe aos 16 e o Pedro tinha 21 e não abandonou ela com a Mel. Eu admiro o Pedro por tudo que ele fez e faz pela Bru, ele sabe disso e ela também. hahahha Eu vejo no Pedro o homem que toda mulher sonha em casar, então a Bruna que cuide muito bem dele! Hoje em dia, posso dizer que meu marido também é o homem que toda mulher sonha em casa. Vejo no Roberto um ótimo pai e marido, vejo uma pessoa que sabe demonstrar o amor que sente e sei muito bem que ele puxou isso da mãe, que é uma ótima sogra! Não tenho nada de mal para falar dela, ela faz de tudo para agradar a Nina, eu e o Ro, e tenho certeza que ela vai mimar muuuuito o Fefê, assim como os meus outros sogros mimavam a Nina, hoje em dia nem lembram o nome dela. :/

Depois de falar tudo isso, só sei de uma coisa: sempre sonhei em ser mãe, e nunca me importei com o pai. E depois da minha separação vi que só precisava de um homem para poder ter uma filha, porque o resto eu podia fazer totalmente sozinha. Depois que casei de novo, vi que eu precisava sim de um homem, agradeço a Deus todos os dias por ter mandado esse lindo homem para a minha vida e da Nina, tenho certeza que o mesmo bem que ele faz para mim, faz para ela!!!