sexta-feira, 20 de junho de 2014

Fotos: apenas em momentos especais ou sempre?

Por aqui, é sempre mas tem quem ache que deve ser só em momentos especiais. Vamos conversar um pouco sobre fotos?

Bruna: Oi gente, acho que vocês já sabem minha opinião sobre isso né? Eu acho que devemos tirar sempre, até porque eles sempre mudam. Em bebês percebemos claramente as mudanças de mês em mês, nos mais velhos não é tanto mas ainda existem uma mudança, acreditem. hahaha Por aqui, estou fazendo sessão especial da copa, em cada jogo do Brasil, França e Estados Unidos tiramos uma foto com a data, contra quem jogou e o resultado (e a cara deles de feliz ou triste é a melhor! hahaha No jogo contra o México a foto pós jogo está maravilhosa. Achei melhor tirar uma foto antes e uma depois, assim vemos a reação pós jogo e a animação pré-jogo). Já comentei que tiro foto em todas as viagens (assim quando mais velhos podem saber os lugares legais que já foram!! Ultimamente não estamos indo para muitos "desconhecidos" mas a Melissa e o Joaquim tem foto até no Japão) deles e todo mês até 1 ano. Acho importantíssimo ter essas fotos e queria ter tantas fotos minhas quando crianças quanto meus filhos!

Christina: Quanto tempo né? Desde que meu marido teve um ataque cardíaco eu não venho aqui conversar com vocês mas hoje por pedidos da Bruna, resolvi comentar. Eu não tiro foto sem ser em ocasiões especiais (festas, viagens, e momentos especiais da vida deles, como a primeira vez do Davi no parquinho do prédio!), gosto de registrar momentos que eles vão gostar de relembrar ou até mesmo de saber que fizeram. Agora que o Luca e a Bela estão maiores, eles já pedem para tirar foto ou para não tirar foto. Mesmo que em alguns momentos eu fique triste de não poder registrar momentos especiais deles respeito o que ele querem.

Isaura: Oii meninas, acho que já compartilhei isso com vocês mas vou comentar novamente. hahaha Eu AMO tirar fotos, tenho tudo da Antônia muito bem registrados (por fotos e palavras! Amo montar books e escrever meus sentimentos sobre aquele momento!). Tanto que quando viajei para fazer o enxoval do Frederico voltei cheia dos porta-retratos, meu marido disse que comprei mais porta-retrato que roupa. hahaha Eu sou como a Bruna, gosto de registrar tudo e acho que eles vão querer muito relembrar tudo isso depois de anos. Nessa nossa viagem, para Los Angeles, vi como a casa da Bruna é igual a minha. Cheia de fotos com muito amor e que merecem ficar estampado para todas as visitas verem a nossa felicidade! Eu amei ver as crianças dela crescendo em NY e Paris, e como a Catarina mudou em poucos meses (entre uma viagem para Paris e outra). Quero que meus filhos tenham isso, sabem? A Antônia não tem muitas fotos de viagens para o exterior porque viaja com o pai e ele não gosta de tirar tantas fotos (nesse últimos 2 anos, desde o início da gravidez do Frederico +  parto do Frederico + início da gravidez do Valentim + parto do Valentim e aniversário de 1 ano do Frederico, mal sai de casa!). Em compensação Frederico e Valentim vão ter muuuuitas!! O Valentim fez a primeira viagem internacional dele com 4 meses e então tem tudo para fazer várias né? hahaha No final do ano vamos para a Suíça, visitar uns amigos do Roberto e a Antônia vai com a gente e sim, vamos ir no inverno!!! Será a primeira vez deles (Frederico e Valentim, a Antônia já foi para os Alpes Suíços com o pai) na neve e quero tudo muito bem registrado.

Roseane: Eu acho que foto tem que ser tirada a todo momento, a cada descoberta da criança. Por aqui, a Helena tem várias fotos que "recriei" com a Sophia. E quem sabe daqui alguns anos não recriamos as do Victor? Ou eles não façam a mesma coisa com os filhos? Gosto de pensar em todas as possibilidades e de comparar o crescimento dos 3, e aí as fotos me ajudam muito. Tenho foto (e vídeo, que fica no nosso porta retrato digital) da Helena conhecendo o Victor e a Maria Sophia, e para mim não tem momento mais especial que esse. Uma menininha de 11 meses conhecendo os irmãos e tendo o maior carinho do mundo com eles. Ela não entendia nada, hoje com 1 ano e 5 meses já tenta até falar o nome dos dois e eu morro de orgulho!!! Quero todos os momentos registrados, e não só os especiais. Porque daqui 10 anos todos eles serão especiais.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Diário de uma gravidez: 36 semanas!

Ontem chegamos nas 36 semanas! Gente, faltam apenas 4 semanas para chegarmos na dpp. Vim compartilhar um pouco da nossa mudança com a Maria Beatriz.

Eu nunca imaginei que engravidaria quando a Catarina estava com apenas 6 meses (assim como não imaginava que engravidaria quando o Murilo estava com 5 meses!). Mas foi a melhor coisa que já nos aconteceu, das duas vezes. A Catarina, assim como todos nossos filhos, nos faz cada dia mais felizes e realizados. 

Essas duas menininhas chegaram para mudar nossas vidas! Nessas 36 semanas que estou gravida, eu mudei. Não sei dizer em qual sentido, mas sinto que mudei, entendem? A Catarina veio para me fazer uma pessoa mais realista e amorosa! A Maria Beatriz ainda não nasceu e já fez varias mudanças por aqui, como fazer nós decidirmos um lugar certo para morar (que é Malibu!), viajar menos (viajei super pouco nessa gravidez e depois que ela nascer só vamos viajar no final do ano, que ela vai estar com uns 6 meses) e aproveitar mais meus filhos! Sim gente, isso é o que uma gravidez mudou. Quando eu descobri a gravidez comecei a aproveitar os pequenos detalhes da Catarina cada vez mais! Hoje, sei tudo da Catarina e do Murilo (não que eu não saiba dos outros ou que eu não sabia antes! Mas tem detalhes que eu nunca havia reparado, como que eles ficam mais manhosos quando chove, quando o tempo muda). A Maria Beatriz vai ser a única que vai usar macacão depois do primeiro mês de vida! Porque eu sempre faço assim: até completar 1 mês, bebe e mamãe super livres (macacão neles e moletom em mim) e a partir dai é a vida normal com calça jeans e tudo mais (neles e em mim!). Fiz com todos mas não vou fazer com a Maria Beatriz! Não quero fazer. Quero ela de bebe, de macacão. Quem diria que isso aconteceria algum dia?

Sobre a minha decisão de deixar ela de macacão: foi pela práticidade também! Afinal vou lidar com um menino de 2 anos, um bebe de 1 ano e outro RN. ( você sabiam que eles são bebes até os 2 anos? Depois disso ja são crianças! :( Mas o Murilo sempre será bebe junto com a Cacá e Mabi)

E o quarto da Mabi ficou pronto hoje! Eu mudei para o Murilo e a Catarina de quarto. Perguntei para Joaquim o que ele achava melhor, um quarto só para ele ou um com o Murilo e ele escolheu com o Murilo! Então mudei o Joaquim para o quarto do Murilo, e o quarto do Joaquim será da Mabi. O Murilo adorou a ideia de ter o Joaquim no mesmo quarto, e até então tudo está bem. hahaha

E isso tudo era para ter sido postado 3 semanas atrás! Vocês aceitam atrasado? hahaha

Look do dia: 39 semanas e 2 dias Maria Beatriz!

Gente, na próxima quarta eu e Maria Beatriz chegamos nas 40 semanas!!! Dia 4 nós entramos nas 39 semanas e dia 11 entramos na 40. Não vejo a hora ter ela aqui comigo!! Provavelmente esse vai ser o último look que eu vou postar, talvez eu poste amanhã mas depois disso não vai ter mais. Só quando ela nascer. Eu estou adorando a visita da Isa e mais ainda que ela vai estar por aqui quando a Mabi nascer. Gostei bastante que ela está postando tudo o que comprou. E saibam que eles vão usar tudo, porque no frio é mais difícil da roupa secar (ainda mais em Curitiba que é difícil da roupa secar em qualquer época do ano) e então é sempre bom ter várias opções e criança se suja bastante também né.
E semana passada (dia 30) as crianças entram de férias e só voltam para a escola dia 18 de agosto (não tenho certeza se é 18 ou 25, mas pela data que entraram é dia 18 ou antes)! E mais um ano escolar deles acabou, esse ano Melissa vai para 2nd grade (2ª série, que é 3º ano no Brasil, especificamente em SP, né?) e o Joaquim Kindergarten (que é tipo Jardim 3, que é o último antes de entrar no ensino fundamental).

E já estamos entrando em clima de copa! ;)
Look do dia.
Melissa.

Macacão Zara - Sapato Vans.
Joaquim.


Camiseta Old Navy - Calção Zara - Sapato Puma.
Murilo.


Camiseta Old Navy - Calção Gap - Sapato Vans.
Catarina.

Macacão Zara - Sapato Melissa.
Mamãe.


Camiseta e macacão Topshop - Sandália Louboutin.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

7 anos de casados!

E hoje, eu e o Pedro chegamos nos 7 anos de casados! E por um motivo totalmente desconhecido ano passado eu disse que eu e o Pedro casamos dia 29 de maio, mas casamos dia 5 de junho! Talvez o motivo seja o mesmo de que eu sempre falo a data de aniversario da Cacá errado.

Nesses 7 anos casados, e 14 anos que nos conhecemos/somos amigos, aprendi muito com o Pedro e acho que ainda tenho muito a aprender e sempre terei! O Pedro, para quem não sabe, é 5 anos mais velho que eu. E eu resolvi repostar o que eu postei ano passado, com novidades e erros de português (que foram notados) corrigidos. hahaha Tudo em azul, porque Joaquim está aqui e queria que eu escrevesse em azul.

09 anos de idade - tivemos nosso primeiro beijo, e foi com essa idade que conheci ele.
14 anos de idade - tivemos nossa primeira vez.
16 anos de idade - tivemos nossa primeira filha, nossa primeira mudança internacional (Austrália) e casamos.
18 anos de idade - tivemos nosso primeiro filho, adotado.
19 anos de idade - tivemos nossa segunda mudança internacional (Malibu, Estados Unidos).
20 anos de idade - tivemos nossa primeira casa no Brasil (em São Paulo, e depois vendemos e compramos um apartamento em Curitiba).
21 anos de idade - tivemos nosso segundo filho, biológico.
22 anos de idade - tivemos nossa segunda filha.
23 anos de idade - tivemos nossa terceira filha. A última em pelo menos 20 anos! hahaha

Aos 9 anos conheci o menino mais lindo de todos, lembro até hoje dele se apresentando para meus amigos e eu. Alguns meses após essa apresentação nós tivemos nosso primeiro beijo, que aliás foi o meu primeiro beijo! E que ninguém acreditava que havia acontecido pelo fato dele ser 5 anos mais velho, e já estar com 14 anos enquanto eu ainda só tinha 9. Passamos anos ficando em todos os lugar que nos encontrávamos, mas eu sabia que ele também ficava com outras (e confesso que ele também não era o único! rsrs) e isso não me impedia de achar que um dia eu seria alguém especial para ele. Aos 13 anos eu virei esse alguém especial, viramos namorados, demoramos 4 anos para evoluir. hahaha Aos 14, tivemos a nossa primeira vez (e para quem não entende assim, fizemos sexo). E aos 16 descobri que estava grávida engravidei, e foi com essa mesma idade que eu casei! E com essa mesma idade me mudei para a Austrália com uma linda menininha, chamada Melissa que hoje é minha melhor companhia. Na maior parte do tempo era só eu e minha little girl vivendo em um país totalmente desconhecido, com uma língua que eu não entendia muito bem e sem meu marido. Aos 18 anos em uma visita ao Brasil, para comemorar os 2 anos da Melissa, acabaram deixando o Joaquim na porta de casa, com um bilhete pedindo para cuidar bem daquele menininho, e foi assim que adotamos nosso homenzinho. Voltamos para a Austrália só para fazer uma mudança para os EUA, íamos morar na tal Malibu, conhecida por ser residencia de muitos famosos. E um ano e pouco depois disso voltamos para o Brasil, moramos por alguns meses até voltar para Malibu. E aos 21, tive um filho, o Murilo. Aos 22, tive uma filha, a Catarina e ainda estamos vivendo essa fase dos 22 anos! Já passamos dessa parte também, a Cacá não é mais little sister. hahaha Como sai da fase dos 22, entrei na do 23 super bem, com a Maria Beatriz vindo por aí. Essa semana nós completamos 6 anos casados mas parecem séculos só pelo tanto que coisa que já passamos. Hoje nós completamos sete anos de casados e não deixa de parecer que faz um século. E nem sempre foi as mil maravilhas, tivemos nossos baixos também. Continuamos tendo nossos altos e baixos, e que graças a Deus a maior parte do tempo é de altos! Nesses 7 anos juntos, nós tivemos quatro filhos e estamos a espera da quinta, mudamos quase que sempre (mentira, agora estamos super em Malibu! Apesar de que tentamos morar em Paris e no interior do Paraná, mas falhamos e voltamos para cá). Ano passado passamos nosso aniversário longe, e esse ano estamos juntinhos, esperando a chegada da Maria Beatriz que será meu último presente de aniversário que é um filho, juro amor! Ano que vem você ganha um presente de verdade. :) Que tenhamos mais 7 anos juntos, e mais 7 e mais 7 e que sejamos diferentes dos nossos pais, que não deram valor ao que tinham! Que nós saibamos colocar a família acima de dinheiro e de qualquer coisa.
Nesses 7 anos juntos, nós tivemos quatro filhos, várias mudanças e muitos altos e baixos mas todas as coisas só nos uniu mais ainda! E amor, volta logo de NY, ta? 

Nesses 14 anos que convivi com o Pedro, posso dizer que sou uma mulher feliz de acordar todos os dias e ainda te-lo ao meu lado. Sou uma mulher sortuda de ter esse homem como pai do meus filhos e como meu marido. Nesses 14 anos muita coisa aconteceu, muita coisa mudou. Nesses anos de casamento nós tivemos 5 filhos, e eles são muito mais do que nós sonhávamos. Eu só tenho a agradecer por esses 7 anos de casamento e por esses 14 anos de convivência! E amor, 14 anos é mais que metade da minha vida, favor dar valor a isso. Te amo! Esse ano são 14 anos de convivência, e desde o momento em que nos conhecemos você me faz feliz. Agradeço a Deus todos os dias por ter te colocado na minha vida e por deixar você continuar fazendo parte depois de todos esses anos, agradeço pelos filhos maravilhosos que Ele nos deu e vai nos dar, agradeço por você ser melhor do que o pai que eu sempre pedi, agradeço por você saber valorizar os dias que passa conosco, agradeço por você me fazer tão realizada e feliz com tudo. E acima de tudo, oro muito para que Ele nunca tire essas coisas de mim! Nesses 14 anos cheios de mudanças e acontecimentos, os maiores e melhores são os que nos acordam todos os dias para nos fazer felizes. Esses 5 filhos que tivemos em 7 anos de casados, mais do que queríamos mas muito mais bonitos, inteligentes e felizes do que os queríamos, e que nos deixam muito mais felizes do sonhamos que seriamos.

Eu valorizo cada momento que tenho com meus filhos e com meu marido, e acho que todos tem que aprender a ser assim. Posso não estar presente em todos os momentos e isso está ok, sou só uma! Mas faço os momentos em que estamos juntos muito melhor, porque não estou sempre presente e nunca vou estar. Dou meu máximo para meus filhos e meu marido mas as vezes falho, e está ok porque não sou perfeita. E isso é o que temos que passar para nossos filhos, que ninguém é perfeito mas que temos que dar o nosso máximo para quem amamos e se não for o suficiente, é porque a pessoa não dá valor porque quando damos valor qualquer coisinha é maravilhoso. Eu aprendi com o Pedro que não vamos estar sempre presentes e então temos que fazer nossos momentos juntos valer a pena! Hoje, nossos sábados são os dias em que fazemos valer a pena. Após uma semana estressante e não dando a atenção que eles mereciam, é isso que damos a eles. Um dia especial, em família, que é tudo o que podemos dar e com certeza o melhor que podemos dar.