segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Apelidos, parecidos com o nome ou totalmente diferente?

Aqui em casa os apelidos são parecidos com o nome! O meu para meus tios e avós é Bruneca (meu papai me chama de Bruninha! Me sinto daddy's little girl), para os primos e família do Pedro é somente Bru. Assim como o Pedro para os tios, avós e pais é Pedro e para o resto da família e minha família é só Pe. Os das crianças aqui de casa são: Mel (Melissa), Quim ou Q (Joaquim), Mu ou Lilo (Murilo), Cacá (Catarina) e Mabi (Maria Beatriz). Mas a Tati (ta vendo como apelido pega! Nunca na vida chamei ela de Tatiana e nem sei se é Tatiana ou Tatiane), veio contar como são os apelidos na casa dela! Além dela ter 8 filhos, os filhos tem vaaaarios primos.

"Oi gente, é a Tati! Hoje estou mandando e-mail pelo celular para a Bru e então vocês reclamam para a Apple sobre os erros ortográficos! Hahaha

Aqui em casa cada filho tem um apelido (óbvio) mas todos são amorzinhos da mamãe! 
O Eduardo é chama de Dudo, porque tem um primo chamado Marcos Eduardo (3 dias mais velho!) e que é o Dudu/Edu da família e porque a Maitê chama ele assim desde que aprendeu a falar, sempre foi Dudo e nunca Dudu! 
A Maitê é Tete porque Ma/Mama são das primas Maria Carolina e Maria Clara, respectivamente. Hoje elas são Carol e Cacá, mas a Maitê continua com o Tete dela. A Ma é 1 ano mais velha que a Maitê e a Mama é 1 mês mais velha!
O Julio é Li, porque Ju já tinha a prima Júlia e a tia Juliana! 
E a Antonela é Lalá, antes a família a chamava de Nela mas a Betina mudou o apelido dela para a Lalá (🙏🙏 thanks Nana!). 
Betina, como já viram é Nana porque a Antonela quis! Ela disse que já que a Bê a chama pelo final do nome dela, ela a ia chamar assim também e acabou pegando. Mamãe ainda prefere Bê e ainda chamo ela assim e quando perguntamos o nome dela, ela diz que é Bê.
O Romeo é Ro e o Nicholas é Nick! Não tem muitos apelidos para esses nomes né? Mas o Romeo e o Nicholas tem apelidos entre eles e que só eles podem falar, ficam super bravos se a gente falar. hahaha
A Naomi é Mimi, a Betina gosta de chamar ela de Nana (vai que consegue fazer outra pessoa ser Nana né? hahaha Ela ainda está na esperança de deixar de ser a Nana).

Eu amo ter apelidos e acho que facilita muito no dia a dia! Você chama atenção da criança uma vez com o apelido e se ficar mais sério chama somente pelo primeiro nome, sem aquela negócio de falar o nome inteiro. E eu como mãe de 8 acho que apelidos existem para salvar nossa vida! hahaha Eu ainda não estou idosa esquecendo o nome deles e graças a Deus nunca confundo mas sei que esse dia chegará e pelo menos não vou falar o nome né? Só o apelido.

Só uma dica! Pensem muuuito no nome do filhos de vocês e tenham certeza de que não querem que tenha apelido, como você sabe que seu filho irá amar o nome e não vai querer um apelido? A Maitê diz que prefere que as amigas a chamem de Má ou Tete do que de Maitê! Mesma coisa com a Antonela. E deve ser mal de menina né? hahaha O Eduardo diz que prefere ser chamado de Dudo pelas meninas e que prefere os amigos chamando ele de Eduardo. Por aqui todos amam seus nomes mas amam mais ainda os apelidos.

Acho que é só isso né Bru? Eu amo saber que você escolheu o nome Maria Beatriz só porque vocês gostam do apelido que é Mabi, e sei que isso também fez parte da escolha do nome da Melissa! E a Melissa está com 7 anos e eu só vi a Bruna e o Pedro a chamarem assim uma vez, acreditam?

É isso gente, beijos e até outro post!"

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Convidada da semana: Catarina Prado Rios.

Oi gente! Vim aqui atualizar nesse post porque sempre tem mudanças a se fazer né? hahaha Para quem não me conhece vou falar um pouco da minha vida e dos meus irmãos, e dai um pouco de como conheci o Joaquim e nós tivemos o Francisco, o Antônio, a Bruna e vamos ter um new baby!

Minha mãe se chama Maria Helena Bernardes Martin Rachmainnow Lucci e meu pai Pedro Francisco Lopez Prado. Se casaram a 37 anos, e 2 anos depois engravidaram de uma menininha, a primeira filha que queriam que fosse a única. Resolveram então dar todos os sobrenomes possíveis e impossíveis (Ranchmainnow?? Como que fala isso gente?) para ela.
Essa menininha sou eu, que me chamo Princesa Catarina Bernardes Martin Rachmainnow Lucci Lopez Prado, nome de solteira! Porque no de casada entra o Rios ali no final. Sou uma princesa, só me falta a coroa e os castelos (a magreza e a riqueza também).
E 4 anos depois comecei a ganhar irmãs, ganhei 3 irmãs em 3 anos. A Silvia, a Juliana e a Simone, elas levam consigo apenas o Prado! Meus pais se separaram quando a Simone completou 2 anos porque meu pai descobriu que a amante estava gravida e dai veio o Pedro, minha mãe engravidou 3 meses depois do Pedro nascer e deu a luz a outro Pedro, e engravidou novamente 3 meses depois porque descobriu que meu pai teria outro filho e dai vieram o Elias por parte de mãe e o Francisco por parte de pai. E 3 anos depois a história se repetiu! Minha mãe teve o Mário e meu pai a Helena! Que complicação né? Mas eu adoro essa família maluca e gigante. Temos apelidos especiais para os que tem o mesmo nome, o Pedro mais velho é Pê/Pedrico e o Pedro mais novo é Pedrinho/Pedroca, eles são super amigos e por isso essa coisa de Pedrico e Pedroca! Eu chamo de Pedro em qualquer ocasião para não falar errado. hahaha
Tenho 3 irmãs de verdade (Silvia, Juliana e Simone), 3 só por parte de mãe (Pedro, Elias e Mário) e 3 só por parte de pai (Pedro, Francisco e Helena)!
E meu marido tem quatro irmãos, o João, o José Carlos, Jonas e a Maria, ele é o mais novo e se chama Joaquim Pedro! Hahahah 

Agora vou falar das crianças! Na minha família temos:
Catarina, 35 anos - Francisco (7), Antônio (5), Bruna (1) e Maria Antônia (13 semanas, descobrimos que será uma baby girl!!!!!!).
Silvia, 31 anos - Ana Lívia (3) e Henrique (2).
Juliana, 30 anos - Helena (4) e Heitor (1).
Simone, 29 anos - Sophia (7) e Pedro (4). Até porque temos poucos "Pedros" né?
Pedro (pai), 25 anos - Alice (1) e Matheus (5 meses de gestação).
Pedro (mãe), 25 anos - Gabriella e Maria Isabela (5 meses de gestação)
Francisco, 24 anos - Eduardo (5 meses de gestação).
Helena, 21 anos - Maria Beatriz (1) e Maria Clara (1 mês).
Então temos:
Francisco (7), Sophia (7), Antônio (5), Pedro (4), Helena (4), Ana Lívia (3), Henrique (2), Heitor (1), Bruna (1), Maria Beatriz (1), Maria Clara (1 mês), Gabriella e Maria Isabela (5mg), Matheus (5mg), Eduardo (5mg), Maria Antônia (13 semanas).

Os Pedros e Francisco serão pais juntos! A dpp do Matheus, das gêmeas e do Eduardo é na mesma semana.

E na família do marido temos:
João, 39 anos - Luís (9), Frederico (5) e João Eduardo (1 dia).
José, 38 anos - Bernardo (9), Martim (7) e Sophia (2 dias).
Jonas, 37 anos - Victor (7), Lorenzo (4) e Helena (8 meses de gestação).
Maria, 36 anos - Fernando (7), Eduardo (5) e Davi (8 meses de gestação).
Joaquim, 35 anos - Francisco (7), Antônio (5), Bruna (1) e Maria Antônia (13 semanas).
Então temos: Luís (9), Bernardo (9), Victor (7), Fernando (7), Francisco (7), Martim (7), Frederico (5), Antônio (5), Eduardo (5), Lorenzo (4), Bruna (1), Sophia (2 dias), João Eduardo (1 dia), Helena (8mg), Davi (8mg) e Maria Antônia (13 semanas).

Parabéns para nós, que vamos ter uma baby girl! E minha sogra está super feliz porque a Bruna trouxe várias menininhas para a família! O Davi e o João Eduardo terão que conviver com a Bruna, Maria Antônia, Sophia e Helena. São quatro meninas contra dois meninos. hahahaha E parabéns para o João e José, que além de comemorarem o aniversário do Bernardo e do Luís no mesmo mês agora comemoraram o do João Eduardo e da Sophia. E a Maria Antônia será a mais nova nas duas famílias! hahaha

O Elias e o Mário ainda estão apenas curtindo a vida, mas pretendem casar antes dos 25! hahaha Elias tem 2 anos para casar e Mário 3.

Achei melhor não falar como conheci o marido e sim como eu e Bruna viramos melhor amigas, que tal? Eu sou 12 anos mais velha que a Bruna (me senti uma velha escrevendo isso!) e quando ela nasceu eu fui com minha mãe ver ela, acreditam? Hahaha Ela nasceu 1 ano depois do Elias e do Francisco e 2 anos antes do Mário e da Helena. E minha mãe jurava que ela ia casar com o Elias! Hahaha A Bruna sempre esteve em casa e brincando com meus irmãos, e eu sempre olhando. E quando a Bruna conheceu o Pedro, eu conheci o Joaquim! E foi ai que viramos amigas, ela com 9, o Pedro com 13, e eu e o Joaquim com 21!!! O Joaquim e o Pedro são melhores amigos desde essa época também! hahaha Que loucura né? As vezes eu até esquecia que a Bruna tinha apenas 9 anos porque sempre tínhamos conversamos serias. E eu comecei a namorar o Joaquim naquele mesmo ano, com 21 anos! Nos casamos 3 anos depois, com 24 e tivemos o Frederico com 28. E sim, fazem 10 anos que estou casada. E sim, eu e meu marido temos 13 anos de convivência assim como a Bru e o Pedro. E sim, Francisco e Melissa nasceram no mesmo ano, inclusive o Francisco nasceu um dia depois da Melissa, eu e a Bru juramos que eles ainda vão namorar! Mas com ela morando em Malibu e ele aqui fica difícil né? Hahahah Volta logo Bruuuu! E infelizmente nossos outros filhos são do mesmo sexo, mas tenho uma nova oferta para a Bru! O Antônio fica com a Catarina e Joaquim ou Murilo com a Bruna, que tal Bru? Hahahahah Brincadeiras a parte, não sei qual história a Bruna contou para vocês de porque a Catarina se chama assim, mas para mim foi em minha homenagem! E a Cacá e a Bruneca tinham DPP para o mesmo dia, 06/04. Mas a Catarina acabou nascendo 08/03 e a Bruna 29/03! A Bru disse que vai fazer entrevista comigo e meus irmãos! Então, aguardem. Hahaha 

Beijos. 

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Convidada da semana: Catarina Prado Rios.

Olá! Hoje vim falar sobre a decoração do quarto, e como escolhi.

Primeiro: fugi de temas.
Segundo: fugi das cores comum. (azul e verde para meninos, rosa e lilás para meninas)
Terceiro: fiz o que eu quis! hahaha

Acho que o último é o mais importante! Tem que mãe que vai pela cabeça dos outros (do arquiteto, das amigas) e não faz o quarto do sonhos para o filho, e depois se arrepende muito.

O quarto do Francisco com certeza não é o quarto que as mães sonham para os filhos! Quando ele era bebê o quarto não tinha nenhum tema, no máximo um carrinho aqui e outro ali. As cores? Cinza e vermelho! O cinza ficou só nos móveis (e na parede do berço, que é listrada com cinza e vermelho), o vermelho ficou na roupa de berço, na cortina que é listrada sutil (cinza e vermelho), e na poltrona, que tinha a capa em vermelho e uma almofada com F cinza. Quando o Antônio nasceu, o Francisco continuou no berço (aos 2), só passou para a cama quando fez 3, transformamos o berço dele em mini-cama. Esse ano ele fez 7 anos e pediu para mudarmos o quarto dele (e já estava no meu plano mesmo!), como estávamos querendo mudar de casa para ter mais um bebê ele ainda ficou um tempinho naquele quarto e agora a arquiteta está planejando um novo do jeitinho que ele quer!! Ele pediu por um quarto mais de homenzinho, sem desenhos e das mesmas cores do velho (cinza e vermelho).

O quarto do Antônio era amarelo com cinza! A mamãe não tem muita criatividade e então o cinza continuou, mas sabem porque? Acho que o cinza super orna com amarelo, e eu gostei do quarto do Chico cinza e então sabia que ia me acostumar com outro cinza! Ele é no mesmo estilo, móveis cinzas, decoração amarela. A parede do berço é listrada e a cortina também, a poltrona é a mesma do Francisco, mandei trocar as almofadas que já estavam ruim e pedi para colocarem capa amarela e trocamos a almofada por uma com um A. Sabem o que fez eu escolher o amarelo? Um Transformer, sim, aquele carro que se transforma em robô gigante! O Francisco é apaixonado por ele, e quando eu falei que ele ia ter um irmãozinho (igual aos primos), ele deu o carrinho de presente para o irmão, fofura né? Mas também era o único carrinho que tinha no quarto! Hoje (aos quase 4), ele já saiu do berço que foi transformado na mini-cama e o quarto é cheio de carrinhos. O mesmo papel de parede que coloquei no quarto do Francisco coloquei no quarto dele!! Agora na nossa mudança ele está escolhendo o quarto dele também, e mudou tudo. Eu amo quarto temáticas para os maiorezinhos e foi um desses que ele escolheu, é um de pirata e totalmente colorido (tem até um post aqui no blog que serviu de inspiração! Dos gêmeos da Jo).

E o quarto da Bruna é cinza e... fuchsia!! Eu tentei fugir do comum, mas foi impossível. Me inspirei nesse quarto para fazer o dela. Ficou igual, graças ao meu marido que conseguiu viajar para comprar tudo, e mandou fazer muita coisa! Eu amei o resultado, e espero que daqui alguns anos não tenha que mudar tuuuudo por causa dessa escolha né? E nessa mudança de casa o quarto dela vai continuar com os mesmos móveis e tudo mais, só que a arquiteta está planejando tudo para ficar mais fácil na próxima mudança de fase da vida da Bruna que será ir para uma mini-cama e depois para um quarto mais menina grande.

O quarto do new baby ainda não está decidido! Mas já estamos vendo quarto para meninos e meninas e assim que eu descobrir o que é já começam a pintar e montar tudo para a gente poder se mudar logo. Estou vendo quartos bem coloridos e que possam mudar de fase junto com eles, dica super TOP da minha arquiteta! Escolher cores que funcionem em várias idades e que a criança não perceba que continuem ali pós mudança. Outra dica top que ela deu é de colocar papel de parede que podem ser trocados facilmente (tem um tipo certo! É o que vamos usar no quarto da Bruna e do new baby).

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Convidada da semana: Catarina Prado Rios.

Olá! Hoje vim falar sobre a escolha dos nomes, comentei no outro post o meu nome! Que é gigante, e eu odeio porque tem sobrenomes que eu nem sei falar!! hahaha Meus filhos são só Prado Rios e por mim seria apenas Rios mas o marido não quis.

Meu nome, para quem não leu o outro post é: 
Catarina Bernardes Martin Rachmainnow Lucci Lopez Prado Rios, só faltou o princesa na frente! hahahah O Rios é do marido o resto é da minha mãe e do meu pai! Minha mãe se chama Maria Helena Bernardes Martin Rachmainnow Lucci e meu pai Pedro Francisco Lopez Prado, eles queriam só um filho e então eu ganhei todos os sobrenomes possíveis (e impossíveis como Rachmainnow), o problema é que 4 anos depois ganhei 3 irmãs (não são trigêmeas não, elas tem 1 ano de diferença) que só tem um sobrenome, Prado! Minha mãe separou, casou novamente e teve mais 3 filhos, dessa vez homens, que "só" tem os sobrenomes dela, coitados! hahaha E meu pai também teve mais 3 filhos, que tem o último sobrenome da mãe e o último dele, sortudos! hahaha Ou seja meus filhos tem 9 tios só por lado de mãe!!! Por lado de pai são só 4. hahaha Família grande é pouco para a nossa, mas eu amo e tenho certeza que o Joaquim também.

Quando engravidei do Francisco já estava decidido que ele seria só Francisco Rios, sem meu sobrenome mas meu marido achou melhor registra-lo como Francisco Prado Rios, sem me consultar! Mas posso contar? Amei a surpresa! hhahaha Ele se chama Francisco em homenagem ao meu pai, que é Pedro Francisco! E a mesma coisa com o Antônio, que é em homenagem ao meu sogro, que se chama José Antônio (quanta gente com nome duplo nessa família né? Joaquim odeia, pois ele também tem dois nomes hahaha e eu não sei como não tenho dois nomes também, já que tenho vários sobrenomes o que tem mais um nome né?)! Os dois amam os netos, ainda mais porque eles fazem uma homenagem a eles. E a Bruna é em homenagem a minha grande amiga, a Bru aqui do blog! E a o Martin (ainda não sabemos de com m ou n) é porque é um nome lindo e que eu AMO, se meus filhos não tivessem o nome dos avôs teria esse, e se for menina Maria Antônia porque nós sempre sonhamos com a nossa Antônio, que era para ser o Antônio, colocamos o Maria na frente só porque está na "moda" e para não ficar Antônio e Antônia (e acho que ela terá só Rios, para compensar o nome composto). O sobrenome é o meu e do meu marido, como uma pessoa comum faz com os filhos. ahhahah 

E eu tenho dicas para escolher o nome do seu herdeiro!

1- Fale o nome em voz alta. Afinal, um nome é muito mais falado e ouvido do que lido! E o som tem que agradar a você e ao seu marido, quando é um nome mais comum você já será mais acostumada e o som a agradara mais.

2- Descubra o significado. O significado pode torná-lo especial. Alguns podem não ser nada como Francisco, que segundo o BabyCenter, significa Francês e Bruna significa Morena. Já Antônio(a), significa de valor incalculável e Martim guerreiro!

3- Escreva. Se falar não foi suficiente escreva! É muito comprido ou difícil de soletrar? E o mais importante: você gosta dele? Vale escrever com o sobrenome também! E ver se seu filho não vai sofrer quando for para a escola. Vou escrever o dos meus filhos para vocês verem:
Francisco Prado Rios, Antônio Prado Rios e Bruna Prado Rios. Como ainda não sabemos se será Martim ou Maria Antônia não vou escrever, ok?

4- Cuidado com homenagens! Nomes associados a figuras públicas, como celebridades, estão associados a estilos que talvez não agradem a seu filho no futuro. No nosso caso a homenagem foi a uma pessoa da família mas muito cuidado também! Por aqui Francisco e Antônio amam ter o nome do avô mas nem sempre o avô é carinhoso e vira a pessoa preferida da criança e aí pode complicar e a criança pode odiar ter o mesmo nome dessa outra pessoa.

5- Faça composições! Está em dúvida entre dois nomes, então os combine. João ou Pedro? Maria ou Carolina? Ana ou Júlia? Junte os! João Pedro é um nome lindo, Maria Carolina e Ana Júlia são ótimas combinações!!! E assim agrada o papai e a mamãe. Pensem também em Luana e Ana Lua, é a praticamente a mesma coisa mas Luana é muito mais fácil de se falar. Por aqui escolhemos Maria Antônia, que é a junção de um nome que amamos com outro para deixa-lo mais bonito.

6- Peça opinião. Familiares e amigos vão adorar participar da escolha, principalmente se for o primeiro bebê da família ou do grupo de amigos! E escute muito bem o que eles tem a te dizer, lembre que quem pediu a opinião deles foi você e que você queria escutar a verdade.

7- Pense além. Pense na criança no futuro, como um adulto e não só como um bebê! Afinal, ela levará o nome para a vida inteira.

E aí, como escolheram o nome dos filhos de vocês? Foi uma homenagem, se sim, a quem? É uma composição porque não conseguia se decidir ou porque achou bonito? Você escolheu um nome que combina com o sobrenome ou não acha isso necessário? Por aqui o sobrenome não combina muito com o nome mas amamos mesmo assim.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Convidada da semana: Catarina Prado Rios.

A convidada da semana é SUPER minha amiga e eu a amo!!! E ela resolveu atualizar esse post, já que tem um novo bebê vindo por aí. Vemm logo Martim ou Maria Antônia!!! A nossa família tem muita coisa em comum: meu filho tem o nome do marido dela, meu marido tem o nome do pai dela, minha filha terá o nome dela, a filha dela terá meu nome. Sempre que vou para o Brasil ela é a primeira a me visitar, esse ano nós que fizemos a visita mas foi especial do mesmo jeito! A Bruna e Catarina tinham a mesma dpp, mas a Catarina nasceu beeeem antes (a dpp era para o dia 06/04 e ela nasceu 08/03!! A Bruna nasceu antes também, dia 29 de abril). Ela veio contar como descobriu as quatro gravidez, como contou, como escolheu o nome, a decoração do quarto, e dicas sobre visitas (maternidade ou em casa?) tudo isso nessa semana!!

Olá! Se a Bru disse que sou super amiga dela quem sou para discordar né? hahaha Quando nasci meus pais resolveram dar todos os sobrenomes deles para mim, já que não queriam outros filhos e então me chamo Catarina Bernardes Martin Rachmainnow Lucci Lopez Prado, mas ganhei 3 irmãs que são só Prado mas isso, falo no post de amanhã! Sou mãe do Francisco (7), do Antônio (faz 5 mês que vem), Bruna (1) e logo do Martin(m) ou da Maria Antônia (12 semanas). Hoje vim contar como descobri e contei as quatro gravidezes (a descoberta e o sexo), e vamos começar pela última né?

Eu descobri essa gravidez super cedo! E a Bruna e eu havíamos combinado de ter quatro filhos (muuuuito tempo atrás! A Bruna cumpriu e ainda teve o Joaquim de brinde) e então a gente estava tentando engravidar para o bebê ter uma idade próxima da Bruna e dai a gente ia poder reutilizar algumas roupinhas né? Eu reutilizei apenas as básicas do Francisco no Antônio e se for menina vou fazer a mesma coisa, e comprar só o que precisa meeesmo! Tenho até algumas coisas de menino ainda. Mas então né, engravidamos na nossa primeira semana de tentativa!! E então nós estamos acompanhando a gravidez desde cedinho porque eu já estava querendo e o médico fazia ultrassom quase toda consulta. Como ainda não sabemos o sexo ainda não contamos!

Posso deixar esse um assim Bru? Isso eu escrevi no post de janeiro do ano passado, que eu ainda estava grávida da Nina. A exatas 27 semanas atrás eu estava engravidando, e 19 semanas atrás eu estava descobrindo a gravidez! Descobri com 8 semanas graças a uma dor de garganta. Eu estava com uma super dor de garganta e teria que tomar um remédio muito forte que, obviamente, grávida não pode! Contei para a médica que estava me atendendo que a menstruação tava atrasada e vai que né?! hahahah Ela me pediu para fazer exame de sangue e voltar para ver o que eu poderia tomar, fiz e lá tava: POSITIVO! Quase morri na hora, pois essa foi a minha primeira gravidez não planejada! Esperei até as 13 semanas para contar para a família, aproveitei o aniversário de 3 anos do Antônio. Quando fui chamar todos para o parabéns disse que antes tinha que falar umas palavrinhas: falei muitas coisas do Antônio e dai falei, "Hoje é o dia mais especial de todos, meu aniversário e do meu filho, achei que não pudesse ficar melhor, mas tenho uma coisa para contar para vocês. Meus dois príncipes terão que ajudar o papai a cuidar da nossa princesinha, a Bruna que chega em abril de 2013, no aniversário do papai! Então parabéns para o meu pequeno, que hoje completa 3 anos e será irmão mais velho." Nem precisa dizer que o Antônio quase ficou sem parabéns né? rs E a festinha dele com certeza foi a melhor ocasião para contar, pois já estava as duas famílias reunidas e felizes, com o crescimento do pequeno mais querido de todos! Eles são os únicos netos/sobrinhos da minha família (e na do marido, os mais novos!) e então é claro que são os mais queridos. hahaha E a Bruna já está sendo muuito mimada desde já, pois é a única menininha dos dois lados da família! E a minha sogra está super animada com a chegada dela, ela teve 5 meninos na tentativa de uma menina, e até agora o Joaquim (o mais novo) é o primeiro a dar uma neta a ela.

Antônio nasceu no dia 19/10, com a gravidez mais planejada de todas. Fizemos inseminação artificial (por incrível que pareça foi porque não conseguíamos engravidar! A gente começou a tentar quando o Francisco fez 3 meses) e ele nasceu no dia do meu aniversário, que sempre foi meu sonho!!!! Ele nasceu com 40 semanas e 1 dia, só para poder nascer no meu aniversário. rsrs Como fizemos inseminação sempre acompanhávamos o médico para ver se tinha dado certo, graças a Deus na nossa segunda tentativa deu! A nossa primeira não "pegou" porque era para nós termos o Antônio, que nasceria no aniversário da mamãe, né? Eu ganhei o meu anjo, meu melhor presente, no meu aniversário e meu marido ganhará uma anja no aniversário de 30 anos!!! Eu contei a gravidez dele no carnaval, como minha família não gosta muito dessa data fomos todos para a fazenda e lá contei para eles, lembro que falei assim: "O bebê mais esperado de todos, ganhará um irmãozinho! Nós só queremos dois, e infelizmente a Antônia não veio, mas para não ficar na vontade, esse menininho se chamará Antônio". E para a família do marido mandamos vídeos (eu falei a mesma coisa que para a minha família!), já que quase todos viajaram só fomos contar pessoalmente para a sogra, falei para ela que não conseguimos a nossa tão sonhada menina, foi a primeira coisa que falei quando a vi! Não tinha nem contado ainda. rsrs E acreditam que esses dias eu perdi o vídeo? Sorte que meu cunhado guardou em um pendrive, se não já era.

E a do Chico que foi a mais aguardada de toda a família, foi com certeza a melhor!!!! Estávamos planejando engravidar nos primeiros meses de casados, mas a grande surpresa foi engravidar antes disso, descobri que estava grávida na lua de mel. Não aproveitei quase nada da viagem, passei uma semana inteira trancada no banheiro, e a outra aproveitei um pouco mas vou dizer uma coisa: conheci quase todos os banheiros da Grécia! rs Comprei um macacão branquinho, e quando cheguei de viagem todos foram nos ver, afinal quase todos pediram para trazer algo dai o maridão mandou mensagem para irem buscar, quando eles chegaram em casa fui pedindo para sentarem no sofá até todos chegaram dai peguei o macacão, mostrei para todos e falei: "o bebê mais esperado de todos está vindo!!!! Se for menino será Francisco e ser for menina será Antônia.".

E foi assim, amanhã tem post de como escolhemos os nomes. E perceberam como queríamos uma menina chamada Antônia? A Antônia virou Bruna, já que ela ganhou um irmão chamado Antônio! Mas estou super feliz com a minha escolha, que é em homenagem a vovó, que sempre sonhou com a Bruna dela!

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A nossa rotina do sono.

Aqui em casa não temos muito essa coisa de rotina na hora de dormir sabe? Apesar de fazermos a mesma coisa todo dia não foi algo que fizemos acontecer, simplesmente é o que minha mãe fez comigo misturado com o que a mãe do Pedro fez com ele e os dois juntos deu super certo porque todos dormem super bem (melhor que nós).

Desde que a Melissa era bebê (1 ano e pouquinho), eu dava banho (quase as 19h), jantar (raramente ela jantava depois das 20h), escovava o dente e deixava ela bem livre (mas sem televisão, computador ou qualquer coisa que chamasse muito a atenção dela e só as luzes da sala acessa) depois de ela brincar por uns 15 minutos, líamos algum livrinho e aí logo ela dormia (entre 20h30 e 21h) e então foi desde sempre assim, ela sempre dormiu no mesmo horário (entre 20h30 e 21h), hoje em dia ela dorme até antes! Depende do horário do jantar.

Como a Melissa e o Joaquim tem que acordar super cedo (de 6h30 até 7h), arrumei o horário do jantar deles para as 18h30, para eles dormirem até as 20h (eles dormem 11 horas por noite! Se dormirem menos que isso vão ficando chatinhos ao longo do dia). E apesar de ser muito, as vezes eles ainda querem dormir de tarde! hahaha Me puxaram, porque eu posso ficar 24 horas sem dormir mas também posso ficar 24 horas dormindo, e a segunda opção é beeeem melhor. hahaha

Com o Joaquim fiz a mesma coisa! Só que a partir de uma certa idade (normalmente quando começam ir para a escola) a gente vê que eles pedem para mudar essa rotininha aí. Hoje ela só é usada com a Catarina, logo com a Maria Beatriz.

Hoje em dia como eles tem algo para fazer durante o dia (diferente da Cacá, que brinca o dia inteiro) eu mudei essa rotina! Eles saem da escola 15h e então a partir dai já começa a rotina do sono. Como nem sempre eles saem cansados da escola a gente vai para um parque e faz eles gastarem o resto da energia que resta neles, e quando saem muito cansados vamos do mesmo jeito para não dormirem durante o dia! E então só vamos para casa as 18h, e aí eles tomam banho, jantam (as 18h30) e ficam brincando até no máximo 20h e normalmente esse é o horário que eles tem com o Pedro, por isso a janta foi adiantada. O Pedro coloca o Murilo na cama de domingo a quinta (na sexta e sábado deixamos ele dormir um pouquinho mais tarde) as 19h30, então ele lê um livrinho, canta e deixa o Murilo sozinho no quarto!! Tem dias que ele dorme antes mesmo do livro terminar e tem dias que ele demora mais, só que ele nunca passa das 20h. Para a Melissa e Joaquim fazemos outra coisa, depois de deixar o Murilo na cama o Pedro vai escolher o livro dos dois e lê junto e assim que termina cada um vai para o seu quarto sozinho! Claro que as vezes eles pedem para ficar um pouquinho no quarto com eles e nós vamos sempre que eles pedem mas na maioria dos dias eles preferem dormir sozinhos. E aí também raramente passam das 20h15, 20h30.

E é isso gente, por aqui não fazemos nada de mais! Apenas acostumamos eles desde pequenos (a partir de 1 ano) a dormirem sozinhos. Ensinamos eles a lerem antes de dormir também, o que em viagem é super problema porque não tem como levar todos os livros né? E aí apelamos para o queridíssimo iPad. E quando viajamos para Paris aproveitamos para comprar livros em francês!!!

domingo, 21 de setembro de 2014

Mãe de dois!

E hoje, depois de 8 meses do Benjamin ter nascido (ele nasceu dia 10 de janeiro! E a Bela dia 6 de janeiro), vim aqui contar como esta minha vida sendo mãe de dois.

Eu engravidei "sem querer", sabemos dos riscos mas achamos que não vai acontecer né? hahaha E foi bem antes do que eu queria, eu queria engravidar uns dois anos depois da Bela nascer (que ela faz daqui 4 meses). 

Quando eu descobri que estava grávida foi uma surpresa! A Maria Isabela estava com 3 meses, eu acabei sofrendo bastante com essa novidade mas graças a Deus eu tenho uma irmã maravilhosa que me fez aceitar isso da melhor maneira possível, agradeço todos os dias por ter a Bru na minha vida. E graças a ela eu criei coragem de contar para o marido que me ajudou mais ainda e ficamos todos felizes com a novidade! ;) Hoje eu adoro cuidar dos dois, apesar de toda a loucura, das noites sem dormir e do chororô da Bela porque querer colo enquanto amamento Benjamin! E sei que esses choros vão durar pro resto da vida por um tempo (sou irmã do meio, passei por isso e lembro da Bruna chorando e de chorar por causa da Tati e olha que temos 1 ano certinho de diferença! Hahahah).

Quando acordo a primeira coisa que penso é em como sou abençoada por ter dois filhos saudáveis, lindos e maravilhosos. Dois filhos que trouxeram muita alegria para a nossa casa e que nossos dias seriam totalmente sem graça sem eles! Mesmo o Marcos trabalhando o dia inteiro temos momentos especiais em família, normalmente durante a noite. E gente, posso dizer que não vejo a hora de ter o terceirinho? Queremos quatro, mas por enquanto estamos super felizes vendo a Maria Isabella e o Benjamin crescerem e dando atenção especial para eles! Acho que só vamos engravidar novamente daqui 2 anos, porque aí eles tem uma diferença boa de idade (4 e 3 anos) e sem ser uma diferença de idade grande (tipo 8 anos!).

Se você pode engravidar do segundo, engravide! Será a melhor decisão da sua vida e com certeza seu filho terá um companheirinho para o resto da vida. Eu amo ter irmã e não sei o que seria sem ela! Eu amo ver a casa dela cheia de criança, alegria e bagunça e quero o mesmo para mim e é o que eu estou tendo só com dois, imagine com mais. hahaha

E sabem o que eu aprendi vendo a Bruna ser mãe cedo? Que para tudo nessa vida se dá um jeito, só tem que ter muito amor, carinho e dedicação. Se você tiver essas três coisas você vai longe! Então gente, se dediquem aos seus filhos e marido em primeiro lugar, acho que isso é o que todo casamento tem que ter e tem que ser dos dois lados viu? Não adianta só você se dedicar e o marido não fazer nada, assim como não adianta só ele se dedicar e você não colaborar. Os dois tem que fazer o casamento valer a pena e participar da criação dos filhos!

sábado, 20 de setembro de 2014

1 ano e 6 meses da Catarina!

O último post da alimentação da Catarina foi aos 11 meses, hoje com 1 ano e 6 meses a alimentação dela já mudou um pouco. O último post foi esse, onde eu mostrei a nossa tabela. Nos últimos meses a Monica estava mais na função de babá do que de cozinheira, queria ela me ajudando com os mais velhos para eu poder ficar totalmente livre para a Maria Beatriz. Agora com os mais velhos de volta a escola (e incluindo o Murilo nesses mais velhos!!) e a Maria Beatriz com 3 meses (já está maiorzinha e podemos sair mais), a Monica voltou a cozinhar! Até porque ela cozinha só para mim e para a Cacá, raramente o Pedro está junto e as crianças é só no fim de semana. E inclusive tenho uma dica para dar, que o Murilo e a Catarina amam e sempre que tem sopa tem que ter! Lá no final do post. ;)

Uma coisa que tem que ter diariamente no prato da Catarina? Brócolis e cenoura crua! É impressionante como ela ama brócolis, a cenoura então ela come como lanche da tarde quase que diariamente. hahaha

As refeições dela já são exatamente iguais a nossa (acho que desde que ela fez 1 ano eu estou fazendo essa mudança e a alguns meses ela já come exatamente a mesma coisa), sem ser mais líquido do sólido. Ela ama verduras e vegetais e odeia carne. hahaha Meu pai diz que o problema deve ser comigo, não sei fazer filhos que gostam de carne ainda mais que o Joaquim ama e só os outros que não (e todos foram criados exatamente da mesma forma! Claro que a Melissa e o Joaquim sofreram mais com os erros de principiante mas alguns erros continuam até hoje). E agora nessa fase que eu tenho restrições, faço a casa inteira seguir comigo. hahaha E a Catarina anda me acompanhando super! Ela odiava o horário das refeições e odiava mais ainda ter que comer de 3 em 3 horas, mas desde que eu engravidei que a Mabi nasceu estou seguindo a risca isso, ela começou a gostar e come certinho comigo de 3 em 3 horas. O tanto de água que todos aqui de casa aumentou bastante também, e vamos continuar com isso porque quero amamentar a Mabi por muuuito tempo (até, no máximo, 1 ano e 5 meses).

Pegamos um pouco do inverno brasileiro né? E então praticamente todos os dias a nossa janta era sopa de legumes! Eu amo porque nos esquenta e ainda enche bem a pança. E a minha dica são esses biscoitos! Como eles são de vegetais eu dou de acompanhamento para sopas ou até mesmo quando o almoço é mais leve (para nós! Porque para eles tem que sustentar do mesmo jeito). As crianças aqui de casa AMAM, tanto que quando fui para o Brasil levei vários! Esse primeiro (do potinho amarelo, da Gerber) as crianças comem até puro, como salgadinho mesmo, eles são no formato do cheetos mas só que vegetais e eu dou preferencia para os orgânicos (na maior parte das vezes da Earth's best! Ali na foto diz que são novos mas essa foto é de meses atrás), mas quando não tem compro o primeiro que acho.


Eu vim postar esse post que está no rascunho a muito tempo só para essas dicas. Além de tudo o formato desses salgadinhos são especiais para a criança aprender a coordenação motora fina, que é trabalhar com os dedinhos para pegar as coisas. Logo acho que o título do post mudara para alimentação da Maria Beatriz, daqui 3 meses vou passar novamente por todas aquelas etapas do primeiro post da "série".

domingo, 14 de setembro de 2014

Conhecendo: Marcela Brazolotto!

Oi gente, a nossa entrevistada de hoje é a Marcela, mamãe do Lorenzo e minha vizinha. hahaha

1. Nome completo, idade: Marcela Brazolotto-Madalozzo, 28 anos.
2. Nome do(s) filho(s), idade: Lorenzo Brazolotto-Madalozzo, 2 anos. E estou grávida de 5 meses da Beatrice Brazolotto-Madalozzo.

3. Como escolheu o nome deles? Os dois são nomes italianos! Como vocês devem ter percebido pelos sobrenomes nossas famílias são italianas (a gente é do Paraná e temos uns parentes Madalozzo e eu achei super coincidência casar com alguém que também tem esse sobrenome!). Meu pai é italiano, minha mãe e a família do meu marido (dos dois lados) são descentes de italianos. E todos entendem muito bem italiano (inclusive o Lorenzo!). Eu sempre fui apaixonada por Lorenzo e desde que casei, sonhamos com o Lorenzo!! Pretendíamos ter só ele, mas a cegonha resolveu nos visitar novamente e agora não sabemos se vamos ter dois ou três (inclusive, graças a Bru o Luigi pensa, e muito, em ter o terceirinho!). hahaha Escolhi Beatrice pelo significado! Dizem que deriva de Beatriz e de uma palavra em latim que significa abençoado, e também tem significado de "aquela que traz alegria". Tudo de bom né?

4. Está vendo uma diferença muito grande entre as gestações? Nossa, várias diferenças até agora! Nessa época na gestação do Lorenzo eu tinha apenas barriga e uma barriga bonita e agora na da Beatrice engordei o mesmo tanto só que não foi só na barriga, minha barriga está mais para de gorda do que de grávida. Tive pouco enjoo na primeira e nessa mal podia levantar da cama. A única coisa que é igual é a vontade de comer framboesa e morango junto com iogurte. hahaha Queria amora também mas não achei por aqui. :(

5. Como vocês decidiram se morariam no Brasil ou aqui? Como nos conhecemos por aqui e minha família está aqui, nunca pensamos em morar no Brasil. Moro aqui com a minha família desde os 10 anos (ou seja, a 18 anos!), minha mãe separou aqui, casou novamente aqui e teve dois filhos aqui! E meu pai também, separou, casou e teve filhos por aqui então não tem porque sairmos daqui! -Bru, posso fazer um post sobre os nomes? Temos vários nomes italianos lindos na família!!!

6. Já está fazendo o enxoval da Beatrice? Está sendo mais econômica ou "gastadeira" do que da primeira vez? Eu sempre sonhei em ser mãe de menino e então achava tudo lindo, lembro que na minha primeira vez na Carter's depois de saber que era menino, eu levei metade da loja. hahahaha Mas agora estou apaixonada por esse mundo cor de rosa e a Beatrice só tem coisa rosa, ela será bem menininha. hahaha Mas dessa vez quando fui na Carter's comprei só o que sei que ela vai usar mesmo! Sei que nesses primeiros seis meses dela, ela só usará Carter's assim como fiz com o Lorenzo (que acabou usando tudo o que comprei! Era bom porque não precisava lavar sempre e ele não repetia muito o mesmo macacão! hahahaha). Depois dos seis meses compro roupas mais caras só que confortáveis! Esse ano o Lorenzo ganhou a primeira calça jeans (antes era só aqueles super moles da Gap/Old Navy) de verdade, papai comprou uma da Armani e mamãe uma da Gucci. hahaha Agora ele tem várias da 7 for All Mankind.

7. Qual sua marca preferida de roupas e sapatos para o Lorenzo? Eu gosto do Lorenzo super livre para brincar e então roupas confortáveis (mas sempre com estilo, assim como o Murilo) e meu marido prefere ele todo arrumadinho, engomadinho! hahaha Não tenho uma marca preferida e compro em várias, desde marcas super baratas (compro algumas roupas no Wallmart pra ele, principalmente camisetas desenhadas com personagens que ele ama!) até Gucci, Armani Junior. E pretendo ser assim com a Beatrice (em relação aos "looks" dela, serão todos girly, sempre arrumadinha mas ao mesmo tempo confortável)! Sapatos compro bastante Gucci mas também compro Vans, alguns da Gap/Old Navy.

8. Você se cuidou mais na gravidez do Lorenzo ou nessa? Olha, me cuidei muito na do Lorenzo e me cuido muito mais agora. No finalzinho da gravidez do Lorenzo ganhei uma estria, então nessa comecei com os cremes desde cedo e passo bastante, sem economia! Sei que é normal ter estria, só que é uma coisa que não quero para mim. Nessa estou tomando muito mais água (na gravidez do Lorenzo tomava no máximo 1 liro por dia, mas desde que ele nasceu tomo mais de 2 litros por dia, pela amamentação e por mim, minha pele ta mil vezes melhor!), comendo muito melhor (na gravidez dele comi bem mas desde que ele nasceu e começou a comer, eu virei muito mais saudável) e fazendo mais exercício (também comecei durante a gravidez dele e continuo até hoje, ou seja já faz parte do meu dia a dia como todos os outros hábitos que comecei na gravidez do Lorenzo). Acho que a maior diferença é que não estou me cuidando especialmente por estar gravida e sim por já ser mãe e querer aproveitar o máximo minha vida com meus filhos. E sim gente, eu como besteria! Só que eu sei quando e quanto posso comer, nunca exagero na dose porque ai não adianta nada. Normalmente me libero para um sanduíche com milk-shake de 15 em 15 dias mas só que agora na gravidez eu me libero mais, se tenho vontade como só que não exagero.

9. Você pode dizer que a gravidez mudou sua vida? Mudou mais antes do nascimento ou depois? Mudou muito! Mudou durante e depois na primeira vez, e nessa já estamos tendo mudanças (maravilhosas, assim como na primeira!). Antes mudou a alimentação, meus exercícios e depois mudou a rotina. Mas eu AMO. E se não fosse o Lorenzo eu não comeria bem, não faria exercício e não tomaria água! Então não sei o que eu seria sem ele. 

10. Pretende ter mais filhos? Sim!! Antes queríamos só o Lorenzo, mas já que a Beatrice veio vamos aproveitar e ter mais um e dai fechar a fábrica de verdade. Acho três um número ótimo, sem contar que a casa vai ser cheia de crianças quando eu for avó né? hahaha Sim gente, eu já penso em ser avó de ter uma casa cheia de netos!!! 

11. Você monta "cardápios" para a semana/mês ou faz o que tem em casa? Eu faço compra semanalmente e então monto o cardápio na minha cabeça! Comemos frango e peixe pelo menos uma vez na semana, fígado todo sábado (não só no sábado para o Lorenzo não enjoar, tento variar a forma que faço também assim como o frango e o peixe!). Então já vou com essas coisas na cabeça! Algumas coisas que comemos sempre, eu compro para o mês. Como arroz e feijão. Para o café da manhã compro apenas o essencial e aí faço bolo sem glúten, sem lactose e essas coisas aí (as vezes, na maior parte das vezes, já compro pronto). Faço panquecas (normais e coloridas) e por aí vamos variando, assim Lorenzo não enjoa e come de tudo! 

12. Você tem vontade de morar em outros lugares? Se sim, porque você quer ou para o bem dos seus filhos? Eu queria morar em New York mas é só uma vontade mesmo. Para os meus filhos acho a Califórnia um ótimo lugar! Mas quero que eles conheçam o mundo inteiro e vamos começar pelo lugar que moramos, mostrar para eles Los Angeles de todas as maneiras possíveis e depois mostrar toda a Califórnia e por aí vamos até mostrar o mundo inteiro, do nosso jeitinho, de um jeito bom para nós e para eles.

13. Melhor viagem, com e sem filhos. Com o Lorenzo a melhor de todas foi para a Itália! Fomos para lá no aniversário de um ano dele com toda a família, fui conhecer a família do Luigi que mora lá e ele a minha. E a família que mora aqui nos EUA foi também para rever os parentes! Foram dias ótimos e conhecemos praticamente a Itália inteira, já que temos vários parentes espalhados por lá.

14. Como fez para o Lorenzo aprender português, inglês e italiano? Eu só falo em português com ele (não só em português, mas na maior parte do tempo!), o Luigi só fala em inglês e os avós (paternos e maternos) em italiano. E desde que ele nasceu é assim, ele mistura as três as vezes mas percebemos que é uma frase que tem sentindo (no caso só eu e minha família percebemos, porque a do Lui não fala português). Agora que ele vai começar a ir para escola o Lui só fala em italiano com ele! Até porque inglês ele tem na escola né?

15. Ele vai começar na escola esse ano ou ano que vem? Ele começou agora em setembro! Eu ainda estou sofrendo, mas ele estuda com o Murilo e dai já fico mais tranquila que ele tem um amiguinho. Ainda bem que ele faz aniversário no último dia da turminha de dois anos! hahaha

16. Alguma dica para as mom to be? Aproveitem cada minuto com seu filho! Eu só coloquei o Lorenzo na escola para aproveitar os primeiros meses (e anos) da Beatrice tão bem quanto aproveitei os dele. Aproveitem o tempinho livre para se arrumar e para dar atenção para o maridão! Ele, assim como o seu filho, precisa de atenção especial nesses primeiros meses da nova viagem de vocês. Eu super dei o máximo de apoio para o Luigi cuidar do Lorenzo, para passar tempo sozinho com ele e hoje o Lorenzo AMA o pai e mal pode esperar por ele chegar do trabalho (agora ele pergunta se o papai ta junto quando vamos o buscar na escola! Ele me vê e já pergunta cadê o papà).

Má, acho super legal o Lorenzo falar italiano! Será que ele podia dar umas aulas para os meus filhos? Eles ensinam francês em troca. hahaha Ele é um lindinho e com certeza a Beatrice também será! Parabéns pelos filhos e por ser essa super mãe que já percebi que você é, você mudou sua vida completamente apenas para o bem do Lorenzo!!